quinta-feira, 12 de abril de 2012

Caverna do Dragão - Dungeons and Dragons

...


Dungeons & Dragons (Caverna do Dragão, no Brasil) é uma série de animação coproduzida pela Marvel Productions, TSR e a Toei Animation, baseada no jogo de RPG homônimo. A série possui 27 episódios divididos em três temporadas, transmitidas originalmente entre os anos de 1983 e 1986 pela rede de televisão estadunidense CBS. No Brasil a animação tem sido transmitida periodicamente pela Rede Globo desde os anos 1980.


A série mostra uma história de seis crianças estadunidenses dos anos 1980 que tentam voltar a seu mundo após chegarem ao Reino de Dungeons & Dragons em um passeio de montanha russa. O desenho possui várias referências ao universo do jogo de role-playing game Dungeons & Dragons.
Apesar do enorme sucesso, especialmente no Brasil, a série foi cancelada e a explicação para esse fato é dada pelo produtor Gary Gygax em entrevista exclusiva para a edição 3 da revista Herói 2000 (novembro de 1999, Conrad Editora), escrita pelo jornalista brasileiro Pablo Miyazawa:

Em 1985, a equipe responsável pelo desenho se reuniu com os executivos da temporada seguinte. Os seis jovens – mais velhos e mais experientes – seriam chamados de volta ao mundo da Caverna do Dragão pelo Mestre dos Magos. Foram concebidos três scripts do desenho, e eu até aprovei um deles. Mas algumas dificuldades surgiram. A D&D Corp. fechou e a CBS com a Marvel decidiram não continuar mais com o desenho. A nova série foi cancelada antes mesmo de ser produzida.
A Saban Entertainment Inc. detinha os direitos da série quando, em 1996, uniu-se à Fox Children's Productions, criando a Fox Kids Worldwide. Em 2001, o grupo foi absorvido pela The Walt Disney Company, renomeando-o "BVS Entertainment" e, consequentemente, adquirindo os direitos de Caverna do Dragão. Recentemente, a Mill Creek Entertainment comprou os direitos da série.

 Historia

A abertura do primeiro ano da série mostra um grupo de seis jovens em um parque de diversões embarcando em uma montanha russa chamada "Dungeons & Dragons". Contudo, durante o passeio, um portal se abre e transporta as crianças para outro mundo, chamado simplesmente de "Reino", no qual o grupo já aparece trajando outras roupas e recebendo logo em seguida armas mágicas — as Armas do Poder — de alguém que se apresenta como o Mestre dos Magos (Dungeon Master, no original, termo também presente nos jogos de role-playing game que deram origem à série).
A partir daí, os jovens passam por diversas aventuras buscando voltar para casa, durante as quais o Vingador, um mago maléfico, tenta a todo custo tomar as Armas do Poder dos jovens com a intenção de derrotar tanto o Mestre dos Magos quanto Tiamat, para assim dominar o Reino. Ao longo do seriado, revela-se que o Vingador é, na realidade, filho do Mestre dos Magos.

O Reino

Não há consenso sobre qual foi o cenário de Dungeons & Dragons utilizado para ambientar o seriado. Greyhawk, um dos primeiros cenários de Dungeons & Dragons e criado por Gary Gygax, o produtor do desenho animado, teve alguns de seus personagens utilizados ao longo da série, por exemplo: Warduke("Duque Guerreiro"), Tiamat, o Beholder ("Observador") e Lolth (os três últimos passaram a, posteriormente, compor o universo básico de Dungeons & Dragons).
Por outro lado, Hank e Bobby são citados no vídeo-jogo para computador Baldur's Gate 2, que é ambientado no mundo de Forgotten Realms. The Forgotten Realms: The Grand Tour, uma história em quadrinhos promocional da TSR, também ambienta Caverna do Dragão no mundo de Forgotten Realms.
O mundo de Caverna do Dragão é simplesmente chamado de "O Reino" ("Realm of Dungeons & Dragons", no original). Há diversas cidades pequenas (vilarejos ou burgos) espalhadas pelo Reino, chefiadas por pessoas denominadas "prefeitos" (ou burgo-mestres). Há cidadelas maiores, cercadas por grandes muros e governadas como um principado ou um reino. A maioria das aglomerações urbanas tem ciência do Vingador, e muitas demonstram temor e mesmo obediência a ele. No geral, essas sociedades organizam-se como feudos ou monarquias absolutistas, apesar de, especialmente nos pequenos vilarejos, ser observada uma organização mais democrática. Entre os reis e rainhas que aparecem na série, destacam-se: Rahmoud, Travar, Tasmira, Solinara, Syrith, Zinn e Varen, além do próprio Vingador.
A variedade de raças encontradas é enorme, a maioria podendo ser vista na primeira versão do "Livro dos Monstros" de D&D. A produção não é, todavia, totalmente fiel aos cânones de D&D. Em especial, nota-se que os anões e os gnomos são mostrados frequentemente como povos escravizados ou atemorizadas pelo Vingador ou por outros acólitos. Existe apenas um último remanescente adulto dos dragões dourados no Reino; os dragões dirigem-se ao Cemitério dos Dragões para morrerem. Os unicórnios, em grande parte, vivem em um local secreto chamado "Vale dos Unicórnios". Há, ainda, orcs, meio-orcs, fadas e halflings, entre outras raças.
Existem quatro sóis no Reino e pelo menos duas luas. Ao longo da série, é possível observar toda sorte de bioma – de florestas a desertos, apesar de se notar uma quantidade maior deste último tipo.
Não raro, são descobertos portais para outras dimensões, ou surgem criaturas advindas de outros mundos, muito similar ao que ocorre em Planescape, outro cenário de aventuras de D&D. Ao longo do seriado, são encontradas outras pessoas originárias da Terra. Aparentemente, o tempo no Reino corre de maneira diversa ao tempo em nossa realidade.

Armas do Poder

No Reino de Caverna do Dragão há mais armas mágicas – chamadas "Armas do Poder" – do que as cedidas aos protagonistas pelo Mestre dos Magos. A origem de seu poder, diferentemente de outras armas mágicas quaisquer, está no Cemitério dos Dragões, guardadas, juntamente aos ossos dos antigos dragões, pela deusa-dragoa Tiamat, que ali vive. Lá, as Armas do Poder apresentam performance superior ao normal. Também, a depender das Armas do Poder disponíveis, é possível combinar seus poderes para abrir um portal que leve ao Cemitério dos Dragões.
A energia das Armas do Poder dura em torno de trezentos anos, após o que precisam ser "recarregadas", em locais como o Salão dos Ossos: um grande palácio-mausoléu, onde haviam sido depositados os restos mortais de poderosos guerreiros. Em seu centro, um altar no formato de uma enorme caveira era capaz de reenergizar as Armas. O local foi destruído pelo Vingador após os protagonistas ali recarregarem suas armas. Outros locais onde é possível recarregar as Armas do Poder são o Portal do Amanhecer, no Mundo Subterrâneo, e o Cemitério dos Dragões.
O Vingador ambiciona as armas dos garotos para ampliar seus poderes e assim derrotar Tiamat, abrindo caminho para dominar o mundo; não é, todavia, o único, havendo outros que as ambicionam, como Kelek o Mago. Nas poucas vezes em que conseguiu capturar as armas, o Vingador as segurava em uma mão, enquanto canalizava sua magia com a outra. Tiamat apresenta especial vulnerabilidade quando é atingida por essas rajadas concentradas de magia unificadas ao poder do Vingador. O Mestre dos Magos também já fez uso do poder combinado das armas dos garotos.
As Armas do Poder não apresentam seus poderes em nossa dimensão. Algumas são capazes de autorrepar-se se quebradas, como o bastão de Diana e o tacape de Bobby.




Caverna do Dragão - Primeiro Episódio - A Noite Sem Amanhã





Caverna do Dragão


 Blog do Toninho (toninho05)
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Flash House

Flash House

Flash Back

Flash Back

Flash Dance

Flash Dance