terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Chiclete com banana

.










 Esta coleção de 16 fascículos da revista Chiclete com Banana reúne o melhor das 24 edições normais, dos 10 Chicletes especiais e dos 10 títulos da série Tipinhos Inúteis publicados entre 1985 e 1995. Foram mais de 3 milhões de exemplares vendidos. Hoje esgotados, tornaram-se raridades. Das mais de 2.300 páginas produzidas, escolhemos 800 que sintetizam o espírito da revista. São cartuns, quadrinhos, textos e desenhos que têm como marca registrada um humor corrosivo, cínico, anarquista e transgressor sobre as décadas de 1980 e 1990. Doze anos depois, eles transcendem sua época e são uma referência histórica de um mundo que se torna cada vez mais careta. O número 1 de Chiclete com Banana foi às bancas em outubro de 1985, quando entrou em cena a chamada Nova República. Depois de 21 anos de ditadura, os generais trocavam a farda pelo pijama. Cambaleante, o país tentava respirar. Em suas 24 edições, a revista presenciou a volta das eleições diretas, o recuo da sacanagem por causa da aids, a inflação delirante, o movimento punk, o congelamento de preços, o modismo newwave e, por incrível que pareça, quatro moedas circulantes: o cruzado, o cruzado novo, a URV e o real. Num momento em que esses anos voltam numa onda nostálgica que cultua cigarrinhos de chocolate, bonecos Falcon e bandas de rock pífias, esta antologia serve como um contraponto.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 1



Nesta edição: Bob Cuspe, o legitimo representante nos quadrinhos da onda punk que se instalou na periferia de São Paulo. A história que deu origem a série Los Tres Amigos, um clássico de Angeli, Glauco e Laerte. Rê Bordosa, a grife feminina dos anos 80. Edi Campana, nosso tarado de Platão. Meiaoito, o último dos comunistas. Penas: Uma HQ de Laerte. Angeli em crise: o autor faz sua autocrítica etílico-sexual.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 2



Nesta edição: A estréia de Mara Tara na aventura o Sexo das bactérias. Selma Egrei e Julio Calasso em Cenas de sangue num bar da Avenida São João. O pensamento divino de Rhalah Rikota, o nosso guru de plantão. Os enciclopeidos de Furio Lonza. Swing: uma história a quatro mãos de Glauco e Angeli. Traços e tiques de um New Imbeciw. A culpa é dela: a mãe da Rê Bordosa. Glauco apresenta Doy Jorge: tudo o que rola nos canos do rock.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 3



Nesta edição: Os Skrotinhos, a versão hardcore dos Sobrinhos do Capitão, abrem e fecham a edição. Manuela Assunção e Laerte Coutinho estão em Safesex: sexo com segurança. Edi Campana, um lobo em Paris. Merdra, uma fotonovela pataphisica e musical com Cacá Rosset e o Grupo Ornitorrinco. O sol nasce pra todos, uma HQ de Glauco e Angeli. A Banana Purgativa de Glauco Mattoso e as fachadas suburbanas de Luiz Gê.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 4



Nesta edição: O triste fim do peru do Policarpo, uma HQ de Angeli. Toninho Mendes é O Pequeno Lobatinho. Rê Bordosa se apresenta em dose dupla: primeiro na cama com seus amantes, e depois na banheira com Meiaoito, o último dos guerrilheiros. Cláudia Alencar arrasa na fotonovela Torta de Salame. Los Tres Amigos pegam pesado em Sangre de un pueblo. Glauco e Angeli entram na suruba em Deu a louca no Dirceu!

Antologia Chiclete com Banana - Numero 5 


Nesta edição: Finalmente uma edição altamente politizada. Enquanto a Vaca vai pro brejo, Benevides Paixão "O Maior Jornalista do Mundo" entrevista Rê Bordosa, neste momento eleita a "pin-up" dos anos 80. Meiaoito num momento confessional faz com Nanico um balanço de sua trajetória de um guerrilheiro sem metralhadora. Furio Lonza detona em Rancor os mexericos de Torquemada. Paulo Caruso apresenta a verdadeira revolução sexual.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 6


Nesta edição: Uma edição com cheiro de mato queimado. Wood & Stock: para eles o sonho ainda não acabou. Toninho Mendes é o Pequeno Lobatinho na fotonovela “Ajoelhou tem que rezar” com a participação especial das Blas-Fêmeas e Mário Prata. Vida Besta, uma HQ de Angeli. Edi Campana revisita a Tia Marta em seu álbum de família. Los Três Amigos em “Adondestará Laerton”. Luiz Gê vem com tudo em “Entradas e Bandeiras”.

Antologia Chiclete com Banana - Numero 7 


Uma edição vagabunda: As Skrotinhas, a versão xoxotinha dos Skrotinhos, ensinam o que é ser mulher. Utensilios inofensivos se rebelam em A revolta dos eletro-domésticos, uma HQ de Angeli. Rê Bordosa junta os trapos. Os tipinhos vanguardeiros. Furio Lonza revê grandes figuras de nossa história na coluna Rancor. Humoristas a granel com Ari França e pra fechar Los Três Amigos encontram El Gran Manú.

Chiclete com Banana - Histórias de Amor














Blog do Toninho (toninho05)
...

2 comentários:

  1. Boa tarde e um feliz Natal! Seria possível reupar os arquivos? Um abraço.

    ResponderExcluir

Flash House

Flash House

Flash Back

Flash Back

Flash Dance

Flash Dance